quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Punta dos Destemperados...que - aliás... são bem "temperadinhos"

Punta, durante o nosso verão, atualmente, é a cidade mais procurada do hemisfério sul. Não somente por ser uma cidade alfa, ditadora das tendências que tomarão conta das areias brasileiras logo em seguida. Também porque consegue unir a beleza natural com a excelência da gastronomia porteña. Muitos dos melhores restaurantes sulamericanos ficam nessa cidade apaixonante.

Dentre tantas coisas para se fazer lá, os destenperados pontuaram alguns destaques para um pequeno top 13 (seria em homenagem ao Zagallo) etílico-gastronômico. Sempre lembrando que a ordem dos fatores não altera o produto:

1 - Almo-jantar no El Garzón, em Pueblo Garzón, o novo restaurante do chef Francis Mallmann. É uma espécie de chácara na beira da laguna, com uma atmosfera sem-igual, e o acréscimo de ter a parceria de uma vinícola uruguaia, a Finca La Anita.

 

2 - Jantar no Namm, o asiático mais charmoso de José Ignácio, que fica escondido no meio da mata. O lado de fora tem mesas que lembram pequenas tendas, com muitos panos e velas espalhadas, e cada uma com sua cobertinha, caso bata o friozinho uruguaio da meia-noite.

 

3 - Com estilo e comida bem semelhante, mas com um charme diferenciado, o Restaurant T, na frente do Hotel Las Olas, pilotado pelo chef Hernan Taiana, é uma dica de insider. Vá lá, sinta o clima, e você, além de se deliciar com as maravilhas del mar do chef, só ouvirá conversas em español à sua volta.

 

4 - O Le Club, uma posada-parador descoladíssima que fica situada na Av. de Los Cangrejos, também merece a sua visita. Tanto a beira da praia quanto o cleticot ali são fantásticos.

 

5 - Passando pelo Flo? Pare. Agora. Não siga sem antes descer, pedir uma mesinha no deck e apreciar o mar como se fora um quadro sem moldura. Peça o clericot mais fotogênico do mundo, com um sanduíche de salmão defumado, queijo brie e mel. A gente só precisa disso pra ser feliz!

 

6 - Tá chovendo? Não tem o que fazer? Comprou tudo o que queria e tá todo ardido do sol? Te manda pra um refúgio chamado L'Auberge, senta no jardim do salón de té e pede um waffle. Depois nos conta, ok?

 

7 - O melhor, melhor, melhor restaurante chama-se Lo de Tere. Sabe-se lá se por causa da excelência do cozinha, comida e ambiente, ou pelo ponto, que é agradável pacas. Faz assim, vai lá e pede o Black Crab, uns raviolones de siri tingidos com tinta da lula e um molho de camarões. Daí depois diz se estamos exagerando ou não.

 

8 - Outro querido por todos de lá é o Lo de Charlie. Um dos restaurantes preferidos do Villaró, com cores vivas e alegres. Peça a ternera rellena com presunto parma e rúcula, e de sobremesa um sorvete de queijo com calda de frutas vermelhas. E dê um abração no Charlie por nós!

 

9 - O Virazón, mais conhecido como "escritório" é o ponto de encontro da gauchada no calçadão do porto. Também, ninguém mandou ter um clericot desses com uma vista tão relaxante pra Isla Gorriti.

 

10 - Conhece aquela frase "já que tá no inferno, abraça o diabo"? Pois é, já que estamos gastando mundos e fundos aqui, merece uma janta no La Bourgogne, do chef Jean Paul Bondeau e o único restaurante sulamericano com o selo Relais&Gourmand. Prepare o seu bolso e aprecie com moderação.

 

11 - O Floreal é outro caso à parte. Fica numa casa linda bem na frente do La Bourgogne. Entre lá e coma o que quiser, desde que não esqueça da Sinfonía de Chocolate.

 

12 - Um dos lugares mais astral da cidade atende pelo nome de Al Mar, Serena Hotel, onde vem ocorrendo um Reveilon dos mais badalados... Aquela piscina, com a vista da cidade no fundo, é impagável. E com um pisco sauer, beliscando um ceviche enquanto isso então…

 

13 - O chá nem é das coisas que mais gostamos. Inclusive, achamos coisa de velho. Mas foi só subir ao hotel Las Cumbres, ver a vista, e concluir que esse lugar abrigaria um casamento de cinema, que a gente toma qualquer coisa. Mas manias à parte, esse chá também é de cinema!

Para mais dicas, fotos e infos, acesse www.destemperados.com