sexta-feira, 6 de agosto de 2010

1º clube, no Mundo, a viajar de avião para disputa de Football


História de futebol e aviação.

 
 
 
O PRIMEIRO CLUBE A VIAJAR DE AVIÃO...
Créditos Dom Pimenta
 

O primeiro voo de time de futebol

O Esporte Clube São José, da cidade de Porto Alegre, fundado em 24 de maio de 1913, nunca foi campeão, contudo, tem um título histórico:   1º time de futebol, do Mundo, a viajar de avião para uma partida de futebol.

O histórico voo ocorreu em 5 de junho de 1927, para uma partida contra o Pelotas, na cidade de mesmo nome. A viagem durou 2h30min e está registrada, nos arquivos da FIFA, como a primeira de um clube de futebol para a disputa de um jogo.

Relata João Leal da Silva, tesoureiro do São José na época, que a idéia de viajar de avião partiu do diretor de futebol Edgar Vielitz, e do secretário Moisés Antunes da Silva, que conversavam no bonde Menino Deus, no retorno de um jogo do São José contra o Fuss Ball Club Porto Alegre, na Chácara das Camélias, pelo campeonato da cidade, onde o Zequinha havia perdido por 3 a 1, no dia 3 de maio.

O Pelotas aceitou pagar as despesas do avião e a hospedagem da delegação na cidade do Sul do Estado.

Dois dias antes da viagem, o secretário Moisés Antunes seguiu de vapor, para acertar os detalhes da estada e da partida, que terminou empatada em 2 a 2. Junto com ele foram três jogadores: Odorico Monteiro, Benedito e Berlina.

Na manhã do Domingo, 5 de junho, fazia frio em Porto Alegre e a temperatura estava em 10 graus. Antes do hidroavião decolar, o presidente do São José, Waldemar Zapp, mandou fazer a histórica fotografia (foto abaixo) de
todo o grupo junto ao avião Atlântico, o único da, então, recém criada Varig.

A viagem do São José



O comandante Rodolfo Cramer ficou preocupado com o peso, porque todos os 11 passageiros estavam com casacos pesados. Haviam apenas 9 poltronas no Atlântico; O goleiro Alberto Moreira Hausen, o Bagre, e Antônio Neto, pai do técnico Francisco Neto, viajaram no porão, junto com as bagagens. Pontualmente às 10h15min, decolou, após duas tentativas, do aeroporto fluvial da Ilha Grande dos Marinheiros.

O Atlântico, primeiro avião da Varig, fazia a linha regular Porto Alegre/Pelotas/Rio Grande, que havia entrado em operação em fevereiro daquele ano. Além de Bagre e Neto e do comandante Cramer, também viajaram: Carlos Albino (chefe da delegação), João Leal (tesoureiro) e os jogadores Álvaro Kessler, Dirceu, Alfredo Cezaro, Cézar Cesaro (Pinho), Nicanor Leite (Nona), Clóvis Carneiro Cunha e Wálter Raabe.