quarta-feira, 8 de setembro de 2010

13 a 17 de setembro mostra de Cinema Japonês na UFRGS + 7 de setembro e as fantasias da Independência

 
Opção cultural, na UFRGS, para os intervalos letivos:
 - Vamos retransmitir aos demais Colegas? -
De 13 a 17 de setembro de 2010 (exceto 4ª feira) -
 
Percursos do Cinema Japonês

 

Com entrada franca:

 

Consulado do Japão em Porto Alegre,  em parceria com a Sala Redenção do Cinema Universitário da UFRGS, apresenta mostra em panorama abrangente, desde o drama tragicômico, até premiado animê "...saltou no tempo", passando pela meditação "sobre a inevitável dissolução familiar, e a definitiva solidão do todo indivíduo"...

 

Programação:

Dia 13/09 (2ª f.) 19h – tragicômico "De onde se avistam as Chaminés" (1953)

Dia 14/09 (3ª f.) 16h – A ROTINA TEM SEU ENCANTO (1962)

Dia 14/09 (3ª f.) 19h – TORA-SAN TIRA FÉRIAS (1990)

Dia 16/09 (5ª f.) 16h – FERROVIA DAS GALÁXIAS (1996)

Dia 16/09 (5ª f.) 19h – CREPÚSCULO SEIBEI (2002)

Dia 17/09 (6ª f.) 16h – animê "A garota que saltou no tempo" (2006)

Dia 17/09 (6ª f.) 19h – CREPÚSCULO SEIBEI (2002)

 

SINOPSES DOS FILMES:

DE ONDE SE AVISTAM AS CHAMINÉS

(Japão, 1953, P&B, Drama, 106min.)

Direção: Heinosuke Gosho

Sinopse: Drama tragicômico da vida simples, da periferia de Tóquio, no início da década de 50.

Sob a aparente simplicidade do cotidiano das pessoas humildes, revela um complexo universo de sentimentos paradoxais.

Dia 13/09 (2ª f.) 19h.

 

A ROTINA TEM SEU ENCANTO 

(Japão, 1962, cor, drama, 113 min.)

Direção: Yasujiro Ozu

Sinopse: Psicológicamente denso: Última meditação sobre a inevitável dissolução familiar, sobre a definitiva solidão de todo indivíduo. Viúvo (Shuhei Hirayama) leva uma existência tranqüila, com a filha Michiko e o segundo filho Kazuo. Apoiado por parentes, procura um bom partido para Michiko, ela acaba casando e, nada resta ao viúvo, senão aprender a viver sem a filha.

Dia 14/09 (3ª f.) 16h.

 

TORA-SAN TIRA FÉRIAS

(Japão, 1990, cor, comédia, 106 min.)

Direção: Yoji Yamada

Sinopse: Mitsuo, sobrinho de Tora-san, agora universitário, encontra Izumi, uma antiga paixão. Izumi quer procurar o pai, que está morando em Kyushu, e Mitsuo resolve ajudá-la. Tora-san, que está sempre viajando, retorna ao lar e vai atrás de Mitsuo e Izumi.

Dia 14/09 (3ª f.) 19h.

 

FERROVIA DAS GALÁXIAS

(Japão, 1996, cor, drama, 111 min.)

Direção:  Kazuki Omori

Sinopse: O idealismo como contraponto ao cinismo dos anos 1990. Miyazawa Kenji é um idealista nato e, com seu amigo Hosaka Kanai, empenhados a trabalhar pela felicidade dos fazendeiros e realizar suas utopias. Apega-se aos ideais de seu pai, dono de uma casa de penhores, forçando-o - contra os seus princípios, a ajudar um fazendeiro. Dia 16/09 (5ª f.) 16h.

 

CREPÚSCULO SEIBEI

(Japão, 2002, cor, drama, 129 min.)

Direção: Yoji Yamada

Sinopse: No Japão feudal, Um viúvo, escudeiro de um clã, responsável pela comida do castelo, passa por dificuldades para criar suas duas filhas pequenas e cuidar de sua mãe doente, perdendo, assim, o espírito guerreiro do samurai. Apesar dos problemas, Seibei Iguchi carrega consigo todos os códigos de honra de samurai, tendo um sonho, de ser um agricultor bem sucedido. E o reencontro com a jovem Tomoe ressuscita o espírito guerreiro da espada.

Dias 16/09 (5ª f.) 17/09 (6ª f.) as 19h.

 

A GAROTA QUE SALTOU NO TEMPO

(Japão, 2006, cor, Animê, 99 min.)

Direção: Mamoru Hosoda

Sinopse: Animê baseado em mangá de sucesso, ganhador de prêmios no Japão e no exterior, voltado para o público juvenil.

Uma colegial, moradora dos subúrbios de Tokyo, percebe um dom sobrenatural de transitar pelo tempo.

Tão logo é capaz de controlar o dom, passa a usá-lo para compensar frustrações do passado e satisfazer seus desejos do cotidiano.

Certo dia, percebe que sua relação com seus dois melhores amigos começa a sofrer estranhas alterações.

Dia 17/09 (6ª f.) 16h.

 

Legendas em português

           

Investimento:   Grátis - free - ENTRADA FRANCA.

 

Local: Sala Redenção o Cinema Universitário UFRGS

Av. Eng. Luiz Englert, s/n,  Porto Alegre

O Cinema Universitário está localizado no meio do campus central da UFRGS, num prédio baixo, entre os da Reitoria e anexo, e da Pedagogia (antigo Colégio Aplicação); um pouco à esquerda de quem sai do Decordi; atrás do bar/restaurante do seu Antônio...

 

Informações adicionais sobre filmes: Consulado do Japão telefone (51) 3334-1299.

 

 

As Fantasias do 7 de setembro...

Ontem, dia 7 de setembro, o programa do Jô Soares recebeu o escritor Peninha Bueno, gaúcho licenciado, como o mesmo brinca.
 
Apresentaram interessantes fantasias da Independência do Brasil - contudo, omitiram que constam do livro "1822", do historiador Laurentino Gomes, que também escrevera "1808".
 
Vamos eleger quais dessas crenças é a mais bizarra?
 
1. O quadro Independência ou Morte, de Pedro Américo, é uma farsa, plágio da obra Napoleão em Friedland, do francês Jean Louis Messonier, atualmente exposta no Metropolitan Museum, de Nova York.
 
2. D. Pedro não montava um fogoso cavalo alazão, como mostra o quadro de Pedro Américo, e sim uma mula de carga, única forma (exceto a pé...) de subir a Serra do Mar, de Santos para São Paulo, naquele tempo.
 
3. Até as véspera do Grito, maior parte dos brasileiros era contra, e preferia a continuidade do Reino Unido de Brasil, Portugal e Algarve. O radicalismo das cortes portuguesas precipitou a ruptura.
 
4. Na hora do Grito do Ipiranga, D. Pedro estava com dor de barriga, resultado de algum alimento estragado ingerido em Santos ou, talvez, da água contaminada nas bicas da Serra do Mar. Gritou, talvez, mas de dor de barriga, quando recebeu a notícia do radicalismo de Portugal.
 
5. Ainda nem existiam, em 1822, os Dragões da Independência, do quadro de Pedro Américo. A guarda de honra que acompanhava D.Pedro era formada por coronéis, fazendeiros, tropeiros e vaqueiros do Vale do Paraíba, todos vestidos com roupas simples.
 
6. A Independência brasileira não foi processo pacífico ou de negociação entre pai- D. João VI, e o filho-D. Pedro, pois correu muito sangue. Estima-se morreram 5 mil pessoas na Guerra da Independência.
 
7. José Bonifácio passou para a história como um homem sóbrio e austero. Na verdade, era poeta, bom de copo, boêmio, dançarino e namorador, tanto quanto o príncipe D. Pedro e a implicância do Patriarca com a favorita do monarca tivesse um que de ciúmes. 
 
 
Professor da Faculdade de Direito da UFRGS, exercendo magistério em Brasília desde sua posse, no STJ, em 1995, o Ministro Ari Pargendler assumiu a Presidência do STJ declarando:

"Entre o artesanato e a indústria, eu ainda prefiro ... não julgar a julgar errado."

http://www.canaleletronico.net/index.php?option=com_content&view=article&id=439

Eu me pergunto se você também irá aplaudir?