sexta-feira, 19 de outubro de 2012

População envenenada, mental e fisicamente!



Amigos...
Isso a que refere o Colega abaixo, é apenas mais um dos engodos e paradoxos criados para entorpecer as pessoas bem, e, especialmente, para jogar uns contra os outros.
Uma total liberação sexual, será defendida por aqueles para quem a liberdade é um bem maior.
Contudo, os que tem na preservação da família um bem maior, vão entrar em confito...
Ambos tem boas intenções.
A liberdade é essencial para vivermos. Contudo, a Família também o é, e sua ruina compromete o desenvolvimento saudàvel das crianças.
Sem liberdade, ou sem família, não haverá FUTURO! http://www.padilla.adv.br/evoluir/liberdade.mp3
Enquanto as pessoas bem intencionadas brigarem, umas contra as outras, os psicopatas continuarão controlando a sociedade...
Para facilitar a dominação,    a população tem sido envenenada, mental e fisicamente.
Profissionais de saúde foram "treinados" em um sistema de ensino patrocinado pelas multinacionais de medicamentos a aceitar aquilo como a verdade e a achar "normal" receitar fármacos que, via de regra, combatem sintomas, e sempre produzem inúmeros efeitos colaterais. Essa prática consolida o desequilíbrio orgânico, impedindo que o ser tenha saúde, e desencadeiam um cipoal de doenças e uma sucessão crescente de medicamentos para combater sintomas, cada vez piores:    
O câncer e a maioria das doenças são causados pela acultura da superficialidade: Causa do CANCER ocultada: http://t.co/lQjqrGDB
As pessoas são induzidas a dieta da morte, que acidifica o corpo e impede o funcionamento do sistema imunológico. Isso aumenta o lucro da venda de remédios e tratamentos!    Recuse a alimentos e líquidos (até água!) com ph ácido!   Se você mantiver o ph do corpo alcalino, preservará a saúde. Assista o Dr. Lair Ribeiro: http://www.youtube.com/watch?v=n1QmhN2mKMo
Lixo tóxico é adicionado até à água: http://www.youtube.com/watch?v=_1uVcy15PXc
Pratica-se, como se fosse saudável, uma dieta açucarada, que entorpece e mata: Evite produtos alimentícios industrializados: Quase todos contêm toxinas embutidas, as quais minam a saúde. A sacarose, que causa 147 doenças, é adicionada em 80% dos alimentos industrializados; em alguns, representa mais de 50%: http://pt.scribd.com/doc/61508666/
Essa intoxicação/envenenamento reduz a capacidade intelectual:   Estudos comprovaram que a exposição ao fluoreto reduz o QI, ou seja, a função cerebral.
EUREKA: Pensando menos, a população é mais fácil de manipular, continuando a escravidão disfarçada:
ACORDAR!
----- Original Message -----
To: Luminares
Sent: Thursday, October 11, 2012 2:00 PM
Subject: SEXO COM ANIMAIS




Caros confrades,
acabo de receber do amigo Gerivaldo Neiva, ilustre Juiz de Direito no Estado da Bahia, a informação de que o casamento gay na Bahia está regulamentado! "A permissão foi assinada pela desembargadora Ivete Caldas, corregedora- geral da Justiça, e pelo desembargador Antônio Pessoa Cardoso, corregedor das comarcas do interior do Estado. Os cartórios de toda a Bahia agora estão autorizados a fazer o processo e emitir a certidão de casamento civil."
Notícias desse jaez são para mim como um certeiro soco com luva de boxe bem na testa. Ao ler a notícia fiquei literalmente tonto, tive que dar um tempo, respirar fundo, pegar um café, não peguei uma garrafa de whisky porque não bebo destilados.
Eu poderia tecer considerações de ordem teológica e sob o prisma do direito canônico, creio que teria essa autoridade já que estudei muito e me graduei nessa seara, contudo, não quero me alongar e também gostaria de ouvir (ler) o que os confrades pensam sobre isso, pois, eu aprendo muito com vocês.
Para início de conversa, me causa perplexidade a assertiva "a permissão foi assinada pela corregedora da Justiça".
Meu Deus!
Tal permissão não teria que partir do povo?
Da sociedade, através dos seus mandatários no parlamento?
Uma simples corregedora dá uma canetaço e está tudo resolvido?
Aguenta aí que eu já volto, vou ter ir ao banheiro e depois tomar um copo de água doce e um chá de erva cidreira.
...............................................
Ufa!
Voltei !!
Continuando ...
Apesar de que também muito se já matou em nome de Cristo, o fato é que Ele próprio certamente nunca aprovou isso, pois, ele ensinou o amor, a tolerância, o perdão, e a não violência. Na atualidade as Igrejas são contra o "casamento" gay, porém, há um cuidado e um esforço muito grande dos líderes Cristãos contra a homofobia assim entendida a hostilidade e a violência contra os homossexuais, de fato, nenhum um homem e mulher de bem pode admitir violações do princípio da dignidade da pessoa humana e da integridade física de qualquer criatura, seja humana ou animal.
Como eu disse antes, não quero entrar em questões de Direito Canônico e Teológico, quero somente referir que não apenas o Cristianismo é contrário ao "casamento" gay, também e com muito mais força o Islamismo que cresce vertiginosamente no mundo.
Alguns acreditam que em vinte e cinco anos 75% da população do planeta professará a religião islâmica e sabe-se muito bem que eles não hesitam em morrer e matar por Alá, ambas as opções trazem consigo a promessa do paraíso, por isso, eu temo que hoje os queridinhos da mídia, os desavisados "politicamente corretos", estejam plantando sementes de tormentas e tempestades, gestando uma crise de proporções catastróficas no futuro contra essa minoria ruidosa, alegre e colorida, reconheçamos; rogo a Deus que eu esteja super errado e não tenhamos rios de sangue derramado num futuro não muito distante.
Quanto ao aspecto jurídico, no Brasil, faço minhas as considerações do eminente Juiz Nedel no artigo intitulado CASAMENTO GAY – JUSTIFICAÇÃO SOFÍSTICA e que está bombando nas redes sociais da internet, e, obviamente, dividindo opiniões, contudo, do ponto de vista técnico-jurídico considero seus argumento precisos. É um texto bem pequeno, mas muito elucidativo, recomendo a leitura.
Não sou homofóbico, defenderia até a morte se necessário fosse, a liberdade que cada um tem de viver como julgar possa ser mais feliz sem incomodar os outros, porém, sou contra o "casamento" gay, por ser inconstitucional, além das questões de ordem teológica que poderemos explanar em outra oportunidade.
Estão tentando contornar a constituição já quase rasgando-a, a fim de acomodar uma situação anômala e atender as reivindicações de uma minoria, então, porque não fazem um plebiscito buscando autorização da sociedade para mudar a Carta Magna?
Fico em dúvida se a omissão do parlamento é desidiosa ou responsável? Será que não estão preocupados com assunto ou estão dando um tempo para refletir e amadurecer as idéias?
Penso que ao invés do ativismo judicial afrontar séculos de tradições já bem estruturadas no seio da sociedade, o parlamento deveria tomar a si a tarefa de regulamentar essa questão, antes debatendo com a sociedade, podendo criar uma figura jurídica no rol das sociedades civis, como forma de regulamentar as uniões homoafetivas, pois, claro, eles tem direito a proteção da lei, sobretudo, em termos patrimoniais e previdenciários, trabalham um vida inteira, e quando um morre, a família do outro abocanha a herança e o sobrevivente, que trabalhou, que contribui para a formação do patrimônio, fica a ver navios. 
A proteção legal a essas relações é necessária, é justa, união homoafetiva legalizada sim, "casamento" gay não! A letargia do poder legislativo em enfrentar e regular o assunto abre espaço para o ativismo judicial como bem disse o Juiz Nedel: "O judiciário ativista, introduzindo os homossexuais na instituição própria dos heterossexuais, arromba os portões dessa instituição e tudo iguala por baixo. Em nome de um suposto politicamente correto, produz o incorreto sob o ponto de vista do direito natural e do nosso bom direito civil." (http://lucidospensadores.blogspot.com.br)
Provavelmente começou assim, de concessão em concessão, de fratura em fratura na armadura jurídica do Estado que o Imperador Romano Calígula conseguiu nomear Senador o seu cavalo cujo sugestivo nome era Incitatus e que fazia muito sucesso nos bacanais oferecidos pelo Imperador.  Calígula estava prestes a nomeá-lo Cônsul do Império quando foi assassinado. Não me admirarei se daqui a pouco os zoófilos (pessoas que fazem sexo com animais) e os necrófilos (pessoas que fazem sexo com cadáveres) também reivindicarem direito ao "casamento" com os objetos de suas paixões. Eles estão começando a se organizar, já criariam associações, site na internet. Conforme matéria veiculada na Revista Época, o ex-presidente Lula declarou já ter experimentado da fruta.
Bom feriado a todos.
Abraços
Rogowski

-- 
João-Francisco Rogowski