terça-feira, 1 de setembro de 2015

Futebol para aumentar impostos

 Futebol pode aumentar dissimuladamente a carga tributária.
  Querem usar o esporte para ampliar, ainda mais, a sobrecarga tributária.
  A emoção do esporte canaliza muitos recursos. Só o campeonato brasileiro de futebol gira uma média anual de 3 bilhões de reais.

  Esporte é emoção, portanto, embutir no esporte uma mudança tributária facilita ser imposto à população.


 Assim, desde 1993 com a (depois) chamada Lei Zico e nas mais de vinte alterações da Lei Pelé iniciadas em 1998, assim como em outros diplomas legais concomitantes como o Estatuto do Torcedor, a intenção é usar o esporte como catapulta para multiplicar forma a carga tributária dissimuladamente.
 Obviamente, se não for disfarçado, ninguém vai aceitar aumentar impostos pois os bolsos dos contribuintes pagam, no Brasil, a maior carga tributária do planeta.
   


Nova sede da Federação Gaúcha de Futebol entre o novo prédio do Foro Central e o Rio Guaíba.
Nova sede da Federação Gaúcha de Futebol entre o novo prédio do Foro Central e o Rio Guaíba.



  Dissimuladamente, os políticos apresentam esse e outros projetos - veja alguns abaixo - com o objetivo de meter a mão em nossos bolsos., escondem o enorme aumento da carga tributária, bilhões, o qual provocará. O esporte não cria recursos e depende do que recebe das pessoas e das empresas. Essa conta, de impostos, será repassada aos consumidores de produtos, isto é, nós. Se for tributado o esporte, todo o dinheiro sairá do meu e do seu bolso.



Leis do Futebol

Projeto de lei determina à CBF repassar ao governo federal metade de todos os recursos adquiridos em contratos de patrocínio com empresas privadas.
Qual a sua opinião sobre esta proposta?



   Pior, o dinheiro ingressará nos cofres públicos apenas para alimentar ainda mais a maior corrupção de toda a história humana!

   Já há 92 impostos no Brasil: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2012/10/impostos-escravidao-moderna-da.html 

   O pior desses projetos é o PEC 12/2012 querendo acabar com a autonomia desportiva a qual tem sido um campo de força protegendo o esporte. Se ela acabar, os políticos são capazes de meter tanto a mão que vão acabar com o esporte. Saiba tudo sobre esse descalabro em: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2012/10/politicos-querem-acabar-com-autonomia.html