sexta-feira, 1 de junho de 2018

Caos globalismo Artes Marciais


 As Artes Marciais e Lutas não são regulamentadas porque os globalistas querem o caos!


 A regulamentação das artes marciais vem sendo obstaculizada há várias décadas.


 Houve dezenas de projetos e nenhum foi a lugar algum. Saiba mais aqui http://bit.ly/karate-regulamentar
A regulamentação das artes marciais e lutas e os 29 registros na Câmara dos Deputados: https://docs.google.com/document/d/e/2PACX-1vQOXj0-mjDN2UqxqxYhBB9FrHdE83V9Kc7XQcPSvJiPgNxpX6P2d6ydG3Anu4e6pWrOxFlyP5RFMTMK/pub

 

Perguntar-se-ia, porque pertinente: o que, além de caos, motiva um (des)governo a omitir providências singelas como promulgar direito internacional contratado ou regulamentar profissões? 
O caos é uma das estratégias da HEM, a hipnose em massa. As estruturas governamentais são usadas para nos envolver em um cipoal de paradoxos e fomentar o medo.
 A tecnologia atual é capaz de assegurar conforto e segurança para toda a população mundial. Porque continua havendo miséria e sofrimento? Isso se deve ao empenho dos controladores globalistas cuja entourage impede erradicarmos a pobreza de espírito porque dela depende a escravização dissimulada no falso-humanismo!  http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2016/06/6a-onda-tecnologica-da-imaginacao-1-mmm.html
 A 5GW, a Guerra de 5ª Geração, é uma guerra de desinformação contra a tua saúde.  Como construir 1MMM, um Mundo Muito Melhor? Proteja-se e aos seus entes queridos da ignorância alimentar e da nutrição disfuncional.  Saiba tudo que não querem que você descubra aqui: http://bit.ly/saude-cuidados  


Provas do caos programado (1) SALVAGE-89:

Exemplo de caos programado é a Convenção Internacional sobre Salvamento Marítimo SALVAGE-89. Esse documento importante para a paz e segurança no mar foi firmado em Londres no dia 28 de abril de 1989.
 Demoras, no Congresso Nacional, são inaceitáveis, contudo, compreensíveis devido à multiplicidade de parlamentares. O Congresso levou uma década para aprovar a Convenção no Decreto Legislativo nº 263, em 10 de junho de 2009.
Desde 29 de julho de 2009, a Convenção obrigava a República Federativa do Brasil no plano jurídico externo nos termos de seu Artigo 29.
Contudo, a Presidência da República omitiu-se, durante toda a década seguinte, de promulgar a norma como direito interno, só suprida em 18 de julho de 2016: https://docs.google.com/document/d/1LFCGZJU6tg4iDBzElGnokQWksWfrodXnxRWqzy6vsFY/pub

Provas do caos programado (2) recusando disciplinar profissão de árbitro de futebol:

 O (des)governo sistematicamente vetou, nas leis aprovadas pelo Congresso, os dispositivos regulamentadores das profissões. Confira, com respeito aos árbitros de futebol e ao esporte profissional, a “lei ônibus” misturando temas: http://padilla-luiz.blogspot.com.br/2013/10/esporte-legislam-sem-responsabilidade.html

Provas do caos programado (3) recusando disciplinar profissão de sommelier:

  A tua tia, aquela que odeia bebidas alcóolicas, assim como todos os religiosos contrários ao consumo de álcool, são especialistas em vinhos, sommelier. 
Aliás, todos e qualquer um o somos!
 A Lei nº 12.467, de 26.8.2011, (des)regulamenta
 a profissão pois o seu artigo que disciplinaria o acesso a essa profissão foi vetado, da mesma forma como ocorreu com outras leis editadas criando confusão em cada uma das profissões que conseguiram passar suas leis pelo Congresso Nacional.
 Com teratologias o (des)governo trama a teia de paradoxos aprisionando-nos na escravidão dissimulada!
O mais importante dispositivo da nova lei, que exigiria habilitação e experiência, teve sua redação vetada:
Art. 2º  Somente podem exercer a profissão de Sommelier os portadores de certificado de habilitação em cursos ministrados por instituições oficiais públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, ou aqueles que, à data de promulgação desta Lei, estejam exercendo efetivamente a profissão há mais de 3 (três) anos FOI VETADO!

 A desculpa do veto é a de não haver interesse público a proteger!
 
 Trata-se de mais uma violação ao Direito do Consumidor, o qual ficará desprotegido, sem qualquer garantia de lidar com profissional na área. 

 A respeito do tema, o "Consumidor RS" publicou, dia 28.8.2011, uma síntese da prática imposta pelos controladores globalistas acabando com a eficácia do direito do consumidor:

“A encenação jurisdicional acabou com o Direito do Consumidor?”
http://www.consumidorrs.com.br/rs2/inicial.php?imgm=c&case=2&idnot=17770


Um subsistema de Direito do Consumidor foi criado há duas décadas.

Contudo, o cidadão está desprotegido e sofre os efeitos do poder econômico, da manipulação, e das práticas abusivas das corporações.

Estas, interessadas em inviabilizar a efetividade dos novos direitos, criaram uma espécie de décifit de atenção coletiva, através da disseminação de falsas crenças, e da inversão de valores.

Acreditando ser mais bonito mostrar estatísticas e rapidez, os operadores jurisdicionais implantaram uma acultura de improcedência.

Conjugada a indenizações pífias (para não terem que examinar o caso concreto) e honorários aviltantes (acreditando que isso desestimulará o ajuizamento), propiciam que, no Brasil, às empresas alcancem lucros fabulosos. http://www.consumidorrs.com.br/rs2/inicial.php?imgm=c&case=2&idnot=17770



Dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Sommelier
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1o  Considera-se sommelier, para efeitos desta Lei, aquele que executa o serviço especializado de vinhos em empresas de eventos gastronômicos, hotelaria, restaurantes, supermercados e enotecas e em comissariaria de companhias aéreas e marítimas. 
Parágrafo único.  (VETADO). 
Art. 2o  (VETADO). 
Art. 3o  São atividades específicas do sommelier: 
I - participar no planejamento e na organização do serviço de vinhos nos estabelecimentos referidos no art. 1o desta Lei; 
II - assegurar a gestão do aprovisionamento e armazenagem dos produtos relacionados ao serviço de vinhos; 
III - preparar e executar o serviço de vinhos; 
IV - atender e resolver reclamações de clientes, aconselhando e informando sobre as características do produto; 
V - ensinar em cursos básicos e avançados de profissionais sommelier. 
Art. 4o  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 
Brasília, 26 de agosto de 2011; 190o da Independência e 123o da República. 
DILMA ROUSSEFF
José Eduardo Cardozo
Fernando Haddad
Luís Inácio Lucena Adams       Publicado no DOU de 29.8.2011 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12467.htm
Ouvidos, os Ministérios da Justiça, da Educação e a Advocacia-Geral da União manifestaram-se pelo veto aos seguintes dispositivos: 
Parágrafo único do art. 1o 
Parágrafo único.  É opcional aos estabelecimentos referidos no caput deste artigo a oferta da atividade exercida pelo provador de vinho ou degustador.” 
Art. 2o 
Art. 2o  Somente podem exercer a profissão de Sommelier os portadores de certificado de habilitação em cursos ministrados por instituições oficiais públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, ou aqueles que, à data de promulgação desta Lei, estejam exercendo efetivamente a profissão há mais de 3 (três) anos.” 

Razões dos vetos 

“A Constituição Federal, em seu art. 5o, inciso XIII, assegura o livre exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, cabendo a imposição de restrições apenas quando houver a possibilidade de ocorrer algum dano à sociedade com a necessidade de proteção ao interesse público. Ademais, a redação conferida pelo parágrafo único do art. 1o poderia sugerir a obrigatoriedade da contratação de Sommelier pelos estabelecimentos citados no caput, violando o princípio da livre iniciativa.” 
Publicado no DOU de 15.8.2011

 A estratégia de editar legislação obviamente criadora de confusão é usada desde quando, ao eleger e, depois, afastar Collor (posteriormente trazido de volta ao cenário político),  os controladores globalistas manipulam a opinião publica:  http://bit.ly/idolatria-politica  http://www.padilla.adv.br/etica/idolatria/
 O objetivo é, através de leis, semear confusão, entorpecer as pessoas, para tolerarem o inaceitável:
 O paradoxo de lei "regular" sem disciplina alguma anestesia a vontade:    Paralisa a capacidade de reação, deixa a pessoa susceptível de aceitar falsas crenças, e inversão de valores...
 Exatamente o que os controladores globalistas querem:
 No Sistema Desportivo, por exemplo, pelo art. 2º da Lei 10.671, de 15 de maio de 2003:
Art. 2º Torcedor é toda pessoa que aprecie, apóie ou se associe a qualquer entidade de prática desportiva do País e acompanhe a prática de determinada modalidade esportiva.
Parágrafo único. Salvo prova em contrário, presumem-se a apreciação, o apoio ou o acompanhamento de que trata o caput deste artigo.
 Aquela sua tia, a que odeia futebol, e até mesmo um astronauta, em órbita, são abrangidos por tal conceito deliberadamente indefinido de “torcedor”.
 O paradoxo provocado por regras criadas com a finalidade de confundir serve ao interesse dos politicorruptos que, há duas décadas, ao invés de promoverem o esporte, tentam tributar os valores movimentados pelo sistema desportivo, através de sucessivas legislações que, a pretexto de regular, criam e aumentam confusões:

 

        Quem nada entende de vinhos (e de coisa alguma) agora poderá se apresentar como Sommelier!

Generalização e paradoxo, sórdidas estratégias da acultura da superficialidade egocêntrica para terceirizar o pensamento:


Provas do caos programado (3) Engodos por decreto:

 

 No Ordem e Progresso VI http://youtu.be/vgFfv5rtxjk expõe-se engodos do (des)governo via decreto (falso-humanistas, patriotas "de fachada")

   Além o (des)governo querer o caos passando longe de organizar coisa alguma, há um motivo adicional para as artes marciais não serem regulamentadas:

Sua prática são uma vacina contra a HEM, a hipnose em massa do globalismo:

 

As artes marciais capacitam a vencer o medo e desenvolvem a capacidade de percepção e o cuidado com a saúde vacinando o praticante contra a manipulação:
 O medo é chamado de “a pequena morte” porque, quando somos dominados pelo medo, nossa capacidade cognitiva caiu. Nosso cérebro, na verdade, possui vários processadores e, quando sentimos medo, a energia é canalizada pela o cérebro mais primitivo, chamado de cérebro réptil, e - por falta de energia no cérebro moderno, chamado de neocórtex, a nossa capacidade cognitiva se reduz.
 Ora, considerando ser,  a inteligência, a ferramenta da raça humana para lidar e resolver os problemas, obviamente que, quando falta energia no neocórtex, o ser humano fica bastante indefeso. Facilmente é anulado, vencido ou manipulado. Por isso é que os controladores  globalistas promovem a acultura do medo - http://bit.ly/aculturadasuperficialidade -  porque ela induz a população viver em um estado de torpor pré-pânico!
  Como se resolve isso?
 Praticando atividades as quais desenvolvem a capacidade de lidarmos e vencer o medo. Artes Marciais, assim compreendidas também as práticas de tiro, arco e flecha, etc., são as melhores opções para aprendermos a lidar com o medo e o vencer.
 O belo filme Piper, com apenas 5 minutos (os quais demandaram 3 anos para picturizar), merecido Oscar de melhor filme de animação, demonstra o quanto a vida pode ser melhorada quando dominamos o medo.  Assista-o aqui: https://vimeo.com/215828022
  As artes marciais desenvolvem personalidade ativa e perceptiva, focada na evolução, cuidados com a própria saúde e imunização ao estado de torpor pré-pânico da acultura do medo e da superficialidade http://bit.ly/aculturadasuperficialidade através da qual os 2% mutantes http://bit.ly/desumanos promovem a escravidão dissimulada em impostos extorsivos, consumismo desenfreado, desinformação, falsas crenças e inversão de valores: http://bit.ly/escravizacao
Para quem, como nós, desde os anos 80, trabalhamos o desenvolvimento das regras para dinamizar - com beleza plástica e emoção - como um dos mais justos e equilibrados esportes e, disparado, o mais seguro de luta, é o sinal para prosseguirmos formando bons instrutores. Chegou a hora de libertar a humanidade do holograma idiotizante! http://bit.ly/karate-olimpico  
 Como e os globalistas esconderam o caráter pedagógico das Artes Marciais promovendo sua infâmia e tentando, de todas as formas, reduzir a prática: http://bit.ly/sindiplam


 Para entender a HEM, hipnose em massa, aqui: http://bit.ly/hipnose-massa  

Para saber sobre a 5GW, Guerra de  5º Geração, aqui: http://bit.ly/5-guerra  
 O Globalismo pilota a forma do CREF atuar, dividindo os professores, prejudicando o ensino e travando a organização das artes marciais e lutas.
 

 CREF divide os professores como registra o CEV EF Escolar, Comunidade Educação Física Escolar https://padilla-luiz.blogspot.com/2013/12/cref-prejudica-sistema-de-ensino.html
  A divisão, obviamente, fragiliza a categoria.
  Isso, por sua vez, facilita o desmanche do Sistema de Ensino.
  Considerando o plano globalista de idiotizar a população envolver o desmanche do ensino...
  É certo que os controladores tem interesse na forma de atuação do CREF. A dúvida é se os globalistas permitiram a regulamentação da profissão de educação física porque podiam prever que pilotariam a essa forma de atuação? Ou foram os globalistas quem, desde o início, armaram esse formato desagregador?
 Saiba mais sobre o plano de desmanchar a educação aqui:
Teoria da Dependência Econômico-Cultural e o desmanche do ensino https://t.co/WnvCOV0hTq



Os psicoPaTas são especialistas em manipular as comunicações, 

Desmancharam a economia:

Para escapar da armadilha, 1º precisamos saber que ela existe!



Publicado no GLOBO
Crise? Governo vai comprar utensílios de prata para refeições da presidente
Em pregão previsto para o próximo dia 15, Planalto estima gastar R$ 215.615,59
POR WASHINGTON LUIZ
12/09/2015 8:19 / ATUALIZADO 12/09/2015 8:42BRASÍLIA — Apesar de defender o corte de gastos para recuperar a economia, o governo não pretende poupar na compra de material para os jantares da presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, no Palácio da Alvorada e para a Granja do Torto. Em pregão previsto para ser realizado no próximo dia 15, o governo estima gastar R$ 215.615,59 com rechauds (utensílios utilizados para manter os alimentos quentes), colheres, espátulas e outros materiais para serem usados nas refeições da presidente.
O edital exige que a maioria dos utensílios seja de prata para manter a padronização, e traz imagens dos modelos que a presidência quer adquirir. Só com os rechauds, o governo deve desembolsar R$ 62,6 mil. São 30 unidades que variam entre R$ 300 e R$ 5,8 mil, conforme as especificações. Ainda serão compradas dez colheres, ao preço unitário de R$ 303,33, e cinco espátulas de prata, que vão custar R$ 1.166,67 cada uma.
VEJA TAMBÉM
Outro gasto previsto é com dez apoios para colher em prata, aa custo de R$ 796,70 cada. Para ornar os ambientes dos palácios, R$ 11 mil serão gastos na compra de dez cachepots em prata (recipientes usados para colocar os vasos de planta).
Não é a primeira vez este ano que o governo adquire produtos requintados para a Presidência da República. Em abril, foi autorizada a compra de dez baldes de gelo térmico, no valor total de R$ 9 mil. Os baldes também são de prata, e de "design elegante, com alça, durável e práticos", segundo descrição disponível no Portal da Transparência. A Secretaria-Geral da Presidência, responsável pela compra, ainda não justificou os motivos da aquisição.



Como os desumanos dominaram até agora?

 O que fazer para a Humanidade retomar o controle planetário? 


  A luta humana contra a desinformação psicopata:

 A Hipnose em Massa:



 A origem de todo o mal:



As mentiras para entorpecer: 




Outros tópicos da teia de paradoxos
e do combate à desinformação:




Para acessar todos os arquivos na Rede de Conscientização: https://drive.google.com/folderview?id=0B2CNDxRTI8HAcVl3cFc0M09hZ3M&usp=sharing