sábado, 12 de dezembro de 2009

História do Direito Desportivo no Brasil e as ditaduras

    Prezada  Colega:
 
    Oportunizando congratular os esforços de desenvolvimento, informo que apreciei o Power Point que enviastes.  Se entendi bem, foi feito por, ou baseado em comentários de um Jornalista do Paraná (Paulo Martins Gazeta do Paraná)?
 
    Anexo um dos capítulos do meu trabalho com a Teoria Geral do Direito Desportivo, que estou revisando.
 
    Esse, trata da
 
História do Direito Desportivo no Brasil.
 
Destaque ao paradoxo de que:
 
Enquanto as duas fases de ditadura política do Sec.XX, que respeitaram a autonomia desportiva, e democratizaram o acesso ao voto e à Justiça...
 
A suposta democracia de fachada no Brasil dos últimos 20 anos - entre outros feitos (habilmente maquilados e escondidos pela manipulação feita pela midia
Acabou com o efetivo acesso á Justiça: Salvo exceções que apenas confirmam a regra, consegue Justiça quem tem poder e influência para a obter.
O pior - e não há liberdade, pois até o pensamento é terceirizado e controlado pelos intere$$e$ financeiro$.
 
Incentivo-te a retransmitires estem, e o anexo, à pessoa que te enviou o Power Point sobre a "ditadura militar".
 

                 " Para realizar grandes sonhos
                         Precisamos GRANDES sonhos... "
 
Sonho com 1MMM - um mundo muito melhor
     Atenciosamente,
     Prof. PADilla*   Luiz Roberto N. Pad!lla 
     http://lattes.cnpq.br/3168948157129653
     OAB-RS 016.697
 
     DIR2 - Departamento de Direito Privado e Processo Civil
     Secular e histórica  Faculdade de Direito da  U F R G S
     Campus Central Porto Alegre Cep 90046-900 (51)3308 3322
 
Qualidade Abril 2009:
http://gevestibular.abril.com.br/selos_ge2009.asp?CursoGraduacaoID=235462&opid=154661
Anos anteriores:
http://www.padilla.adv.br/ufrgs
 
http://lattes.cnpq.br/3168948157129653
http://cev.org.br/qq/padilla
http://www.youtube.com/user/PADillaLuiz
http://www.myspace.com/482548792
http://www.padilla.adv.br/prof
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=1990308448905105073
http://www.facebook.com/profile.php?id=714013822
http://twitter.com/PADillaa
http://aiccint.ning.com/profile/PADillaLuizRobertoNunes
http://br.octopop.com/padilladv
http://www.gazzag.com/profileviewer?id=M3mWPnhUdV%2FgHm5I%2B2zkRA%3D%3D
http://www.tagged.com/register.html?aa=4psyxw6&a=1
http://www.hi5.com/i?l=B_0_ekKuDWL-PADilla
http://pt.netlog.com/PADilla_Luiz
http://www.linkedin.com/pub/padilla-luiz-roberto-nu%C3%B1es/15/390/634
 
----- Original Message -----
Sent: Friday, December 11, 2009 10:38 PM
Subject: O REGIME MILITAR...avaliação

-
 
 



O BRASIL SOB O REGIME MILITAR? E HOJE???
IMPORTANTISSIMO

Peço a todos que deem um pouco de atenção a este e-mail, leiam cuidadosamente (com paciência) vejam as fotos e repassem para nossos jovens tomarem conhecimento  da realidade dos fatos (REPASSEM A TODOS)
TIRE SUAS CONCLUSÕES




*Para ler, meditar, guardar para mostrar aos netos para que os mesmos possam avaliar uma época e essa em que vivemos.*



.

 

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Querem matar metade da população do planeta?!?!?!




Querem matar metade da população do planeta?!?!?!


  Há interesse financeiro em disseminam doenças?

Assista ao depoimento da ex-Ministra da Saúde da Finlândia
 
                   Dra.  Rauni Kilde.
 

 

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Um basta à discriminação!




Um basta à discriminação!
Aprovação já do PL nº 122/2006

Thiele Lopes Reinheimer1

Este artigo é muito mais um desabafo para os muitos que não ousam falar.
No mês de novembro, uma enquete realizada pela Agência do Senado e da Secretaria de Pesquisas e Opinião Pública (Sepop), perguntou a opinião dos internautas a respeito da posição em relação ao Projeto de Lei nº 122/2006, que está tramitando no Senado e que torna crime a discriminação contra idosos, deficientes e homossexuais. Surpreendentemente, o resultado foi 51,54% dos votos contrários à proposta e 48,46% a favor[2].
É quase inconcebível que nos dias de hoje esta acirrada pesquisa nos mostre, mais uma vez, que o preconceito continua arraigado na nossa sociedade.  Relata a reportagem, que esta foi a pesquisa que mais mobilizou votantes desde que este tipo de consulta foi criado.
Mesmo com a mudança do conceito de famílias, que se pluraliza a cada dia, muitos insistem em vendar os olhos e permanecer sem enxergar a realidade que se molda no cotidiano atual. Os lares de famílias homoafetivas estão concretizados havendo uma legislação que os ampare ou não. Não há como o legislador continuar fingindo que a homoafetividade não existe, permanecendo calado e tratando-os com esta invisibilidade. 
Famílias estas que só querem seus direitos reconhecidos, direito de amar, direito ao casamento, direito a um benefício previdenciário, direitos sucessórios no falecimento de seu companheiro(a), direito a alimentos, direito a dar amor a quem está esperando pela adoção em abrigos e necessitando de carinho, já que por um motivo ou outro foram impossibilitados de permanecer no seio de sua família biológica. Estas uniões homoafetivas urgem pela felicidade! Estas famílias reivindicam o reconhecimento perante a Lei.
É sabido que vivemos em um Estado democrático de Direito e  princípios e direitos fundamentais previstos na Constituição Federal servem para unificar e dar coerência ao ordenamento jurídico[3]. No entanto, os princípios da dignidade da pessoa humana, da liberdade e da igualdade e respeito à diferença, acabam por perder sua função uma vez que não são assegurados.
Não aprovar este Projeto de Lei, que visa acabar com esta absurda discriminação que paira em mentes retrógradas e conservadoras, é, no mínimo, negar os preceitos constitucionais.

É claro que o Direito Homoafetivo já vem sendo aos poucos reconhecido nas jurisprudências dos Tribunais de todo país. Decisões de todos os cantos mostram que a longa jornada para o fim da discriminação já foi iniciada.
Com mais um belíssimo trabalho, a ilustre advogada Maria Berenice Dias vem trazendo à tona esta mudança de paradigmas. Criou recentemente um portal com inúmeras decisões de primeiro e segundo grau que concederam algum direito a homossexuais e transexuais neste país (www.direitohomoafetivo.com.br).

Assim, é possível que os operadores do direito tenham mais acesso a este vasto material, e que com isso se consiga tornar o Direito Homoafetivo mais próximo de todos.
É claro que o caminho é árduo e que todos nós temos que continuar lutando para acabar com este tratamento injustificadamente  desigual. No entanto, temos que parabenizar os magistrados que não se acovardaram em conceder direitos aos homossexuais e transexuais, e mostrar para os julgadores e legisladores que ainda não ousaram, enxergar a vida como ela é: sem preconceitos e sem desigualdades.


[1] Graduanda em Ciências Jurídicas e Sociais thielelr@hotmail.com
[3] Dias, Maria Berenice. União homoafetiva: o preconceito à justiça. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2009, p. 101.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Lindo, um primata com um dog de estimação...

Lindo, um primata com um dog de estimação...

Bjs

Pád
 

 

 

 

 AMIGOS  PARA SEMPRE ... Depois  de perder os pais. esse orangotango de três anos de idade estava tão  deprimido que se recusava a comer e não respondia muito bem aos  tratamentos e remédios.  Os veterinários achavam que ele iria se entregar à morte. O velho cão  foi encontrado perdido nos arredores do zoológico, e quando levado para  dentro da sala de tratamento, se encontrou com o orangotango, e os dois  se tornaram amigos inseparáveis desde então.
            


 
O  orangotango encontrou uma nova razão para viver e se esforça ao máximo  para fazer seu novo amigo acompanhá-lo em suas  atividades.
 
 


 
Eles  vivem no norte da California e a natação é o esporte favorito de ambos,  embora Roscoe (o orangotango) ainda tenha um pouco de medo da água e  precise da ajuda do amigo para atravessar a nado.
 
 

Eles  passam o tempo todo juntos e podemos ver, pelos sorrisos e risadas, o  quanto são felizes.
  
 

 Juntos  descobriram o lado engraçado da vida e o valor da amizade.  
 


 
 
 
Encontraram  mais do que um ombro amigo para debruçar...  


 

 


 
 


E  viva a AMIZADE!!!

 

 

 

 

 

 

 

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Eleições OAB, Newsletter AffonsoRitter esclarece dados

Prezados Amigos e Colegas:
 
Sobre os dados das eleições da OAB, que a diretoria reeleita maquilou, Affonso Ritter, primando pela informação fidedigna, hoje publicou:

Ainda a eleição na OAB   

Professor Luiz Roberto N. Padilla, da Faculdade de Direito da Ufrgs, escreve para fazer um adendo à nota sobre a eleição na OAB gaúcha, a fim de evitar que passe uma impressão falsa de apoio dos advogados à continuidade da atual gestão omitindo alguns dados da maior importãncia: esses 80% são relativo só aos votos válidos. Houve, segundo ele, um índice alarmante de votos nulos, brancos e abstenções, não obstante a multa, relativamente elevada, para quem se abstém de votar, e cujo inadimplemento é fato grave, pois desencadeia uma situação irregular que pode levar á exclusão da ordem. Nos dados oficiais a que tive acesso antes do fechamento, e nos quais faltavam computar votos de 7 urnas em Porto Alegre, esse índice chegava a 48,88%. Quer dizer, o índice de votos para a chapa de situação era de 38% em relação aos eleitores, inferior ao da eleição de 3 anos atrás.

Abraços

Pád

----- Original Message -----
Sent: Wednesday, November 18, 2009 7:00 AM
Subject: Newsletter de AffonsoRitter

NewsLetter
AffonsoRitter.com.br
Newsletter de AffonsoRitter
Visite o site
Remover e-mail
 Porto Alegre, Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009.  
 
 

Apagões de Porto Alegre   

Tanto se falou no apagão nacional e tanto se tentou tirar proveito político dele que muita gente esqueceu os continuados apagões da província, que acontecem cada vez que chove um pouco mais. Em Porto Alegre não se tem conta deles. E nesta terça (17) o próprio presidente da CEEE, Sérgio Camps de Morais, admitiu que eles têm ocorrido com frequência, por falta de manutenção de postes, cruzetas e pararraios. "A CEEE tem um grande passivo na Capital", afirmou, acrescentando que seu resgate vai levar um bom tempo. Outro fator dos frequentes apagões são as árvores. O convênio com a Smam é ainda recente para realizar as podas preventivas. A CEEE está atrás de recursos mais baratos e de longo prazo para financiar seus investimentos. Uma fonte é o BID, com cujos técnicos a companhia já esteve! conversando. Outra são fundos de investimentos em Nova Iorque, que também já manifestaram interesse em aportar recursos, através da emissão de eurobônus.

Início
 

Dólar sobe para R$ 1,717   

A Bovespa concluiu os negócios desta terça (17) em seu maior patamar deste ano, impulsionada principalmente pelas ações da Petrobras, que ajudaram o mercado brasileiro a "descolar" da Bolsa de Nova York, sua principal referência externa. Neste ano, a Bolsa brasileira acumula ganho de 79,5%. Já a taxa de câmbio cravou R$ 1,71. O Ibovespa subiu 1,17% no fechamento, aos 67.405 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6,66 bilhões. O dólar comercial foi vendido por R$ 1,717, em alta de 0,40%.

Início
 

Receita da Capital cai 1,92%    

A perda acumulada na receita dos tributos municipais atingiu em outubro o menor patamar desde a apuração do primeiro trimestre, fechando em -1,92% em valores corridos pelo IPCA. Foram R$ 588 milhões de janeiro a outubro, contra R$ 599,5 milhões no ISSQN, IPTU e ITBI. Nos repasses, o ICMS e o Fundo de Participação dos Municípios mantiveram o patamar de queda. O desempenho negativo do ano nos impostos municipais foi novamente atenuado pelo resultado de outubro. No mês, a receita do ITBI subiu 6,99% e do IPTU 3,71%. Diferente de setembro, em outubro a receita dos serviços caiu 1,70%. O saldo dos três impostos no mês ficou positivo em 0,92% sobre igual período de 2008. Para o secretário Cristiano Tatsch, os números reforçam a projeção de encerrar o exercício com receita nos impost! os municipais semelhante à registrada em 2008, o que não deve ocorrer nas parcelas dos tributos estadual e federal.

Início
 

Metrô fora da Copa 2014   

A implantação do metrô da Copa não sai mais para a Copa. Por tratar-se de uma obra complexa, não teria condições de ficar pronta até 2014, foi a conclusão a que chegou o secretário José Fortunati, publicada no seu blog desta terça-feira (17), após reunião com o governo federal. Mas, foi formado um Grupo de Trabalho para discutir a implantação do metrô sem ter como referência a Copa do Mundo e com o compromisso de Governo Federal de incluir a obra no PAC 2 a ser anunciado pelo presidente Lula provavelmente em abril de 2010. Obras propostas pela prefeitura e aprovadas pelos ministros: duplicação da Avenida Tronco: 3,4 quilômetros, com prazo de 24 meses e recursos de R$ 129 milhões (transferência de 1,5 mil famílias de área irregular); corredores nas avenidas Padre Cacique e Beira-Rio:! R$ 70 milhões, com prazo de execução de 24 meses (construção de um viaduto); corredor da Terceira Perimetral: 74,6 milhões, inclui elevadas nos cruzamento com as avenidas Plínio Brasil Milano e Bento Gonçalves e complementação do Viaduto Leonel Brizola; corredor na Protásio Alves: R$ 56 milhões, com 11 estações; corredor Assis Brasil: R$ 28 milhões e 7 estações.

Início
 

Isenção fiscal para o Inter   

A boa notícia, publicada pelo secretário da Copa, José Fortunatti em seu blog, após reunião com o governo federal é que o Confaz estará reunido dia 11 de dezembro para analisar uma proposta que desvincula os três entes federados (União, Estados e Municípios) para concessão da isenção tributária na reforma ou construção dos estádios da Copa de 2014. Este era o grande desejo do Internacional para viabilizar a reforma do Beira-Rio e prepará-lo para a Copa de 2014.

Início
 

Parker não diz a verdade   

O gaúcho, Gelson Cardoso, há anos morando nos EUA, onde é importador de vinhos gaúchos (Fine Wines of Brazil, Atlanta,GA,USA), escreve para desmentir reiteradas afirmações do famoso e influente degustador de vinhos Robert Parker de que até hoje ninguém lhe havia oferecido um vinho brasileiro. Cardoso manda foto, comprovando o agradecimento feito por ele ao embaixador Rubens Barbosa pela sua ajuda na época para enviar uma caixa de vinhos Miolo ao Parker. Na foto, estão o importador, o embaixador Rubens Barbosa e Carlos Nogueira, diretor de exportções da Miolo onde atua até os dias de hoje exercendo a função. Parker disse à Veja em 2003: "Nunca coloquei uma gota de vinho brasileiro na boca. Trabalho com vinhos há 25 anos e jamais recebi algum telefonema de um importador oferecendo de! gustação de vinhos brasileiros. Nem fui procurado por um representante do governo brasileiro responsável pela promoção de vinhos". E voltou a repetir o mesmo semana passada ao receber das mãos da gerente de Promoção Comercial do Wines From Brazil, Andreia Gentilini Milan, durante o congresso Wine Future Rioja na Espanha, uma garrafa do vinho Salton Talento 2005. Pelo visto, este Parker é bastante esquecido...

Início
 

Saldo comercial do sapato   

O saldo da balança comercial do setor calçadista ficou negativo em 34%, de janeiro a outubro deste ano, resultado de queda tanto nas exportações (-29%) quanto nas importações (-3,4%). Essa movimentação gerou uma corrente de comércio igualmente negativa, em 25,5%, segundo dados elaborados pela Abicalçados, neles incluídos calçados e suas partes. No acumulado destes dez meses, o Brasil embarcou 104,4 milhões de pares de calçados (sem suas partes), com faturamento de US$ 1,1 bilhão, sendo que o preço médio ficou em US$ 10,82. Isso signfica redução de 25,4% em volume físico e 29,4% em receita sobre igual período de 2008. O preço médio também sofreu retração, de 5,4%.

Início
 

País, continente e sapatos   

Os EUA absorveram ainda a maior fatia nas exportações brasileiras de calçados de janeiro a outubro deste ano: tanto em volume (21,3) como em faturamento (25,8), ao preço médio de US$ 13,09. A Argentina ficou em segundo lugar em número de pares (10,9%), mas em terceiro lugar, em faturamento (10,6%), ao preço médio de US$ 10,49. O terceiro maior comprador do sapato verde-amarelo em volume (7,7%) foi o Paraguai, mas que caiu para o final do ranking em faturamento, com preço médio de US$ 2,45. O quarto maior comprador foi o Reino Unido em volume (5,8%), mas o segundo em faturamento (13,4) pelo elevado preço médio de US$ 24,92. Por continente, a é a América do Sul que demandou a maior quantidade de calçados brasileiros de janeiro a outubro deste ano: 38,4 milhões de pares (36,8%) a US! $ 279,1 milhões (24,7%). Já a América do Norte figurou em segundo lugar com 25,9 milhões de pares (24,8%) a US$ 318,7 milhões (ou 28,2%). A Europa ocupou o terceiro lugar com 22,8 milhões de pares (21,8%) a US$ 405,1 milhões (35,9%).

Início
 

O calçado sintético lidera   

Ao longo de 2009, todos os segmentos de calçados exportados pelo Brasil tiveram quedas. De acordo com o capítulo 64 da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), os calçados sintéticos (6402) embarcaram o maior volume, ou 67,3 milhões de pares, a US$ 299,6 milhões. Os calçados de couro (6403) ocuparam a segunda posição com 31,8 milhões de pares, a US$ 759,6 milhões (neste item a primeira). Já os têxteis (6404) ficaram em terceiro lugar com 4,2 milhões de pares a US$ 59,2 milhões. Os injetados apareceram em quarto lugar com 457,8 mil pares a US$ 145,4 milhões.

Início
 

Menos sapatos por Estados   

Os principais Estados exportadores de calçados registraram perdas de janeiro a outubro deste ano, tanto em faturamento quanto em volume físico. São Paulo teve uma redução de 37,3% em pares e 40,5% em dólares, exportando 5,9 milhões de pares e US$ 96,7 milhões. Já o Rio Grande do Sul caiu 32,5% em pares e 32,6% em dólares, embarcando 29 milhões de pares e US$ 639,9 milhões. Até mesmo a Bahia engorda as estatísticas negativas. Foram 19,5% a menos em pares e 18,6% em dólares, o equivalente a 5,7 milhões de pares a US$ 59,2 milhões.

Início
 

Menos sapatos importados   

Também as importações de calçados pelo Brasil continuam em queda. No acumulado de janeiro a outubro, foram 26,5 milhões de pares a US$ 249,6 milhões, queda de 22,4% em pares e 5,2% em valores sobre igual período de 2008. Analisando somente o montante vindo da China, a queda foi de 28,9% em pares e 13,6% em valores, com importações de 20,8 milhões de pares chineses a US$ 163,3 milhões. A China foi responsável por 78,6% das importações em volume. A redução das compras brasileiras vem sendo registrada desde junho e aumentou após o anúncio da alíquota antidumping, em setembro deste ano.

Início
 

A nova piscina do União    

Grêmio Náutico União está construindo uma piscina semiolímpica com 10 raias de 25 metros de largura por 25 de comprimento e 2 de profundidade, que deverá ser a piscina mais rápida do Estado e talvez da região Sul e irá viabilizar ao União sediar competições internacionais, segundo o arquiteto Vicente Brandão e Silva, da Santini e Rocha, autora do projeto do prédio poliesportivo da Pucrs. Ela terá 6 visores que permitirão acompanhar os atletas durantes os treinos melhorando a performance. E borda infinita para que a agua não volte, evitando a formação de ondas prejudiciais, mais revestimento Gail, usado nas melhores piscinas do mundo.

Início
 

Cirurgia segura em debate   

Hospital Moinhos de Vento promove dia 23 deste mês um encontro sobre cirurgia segura para médicos, setor onde ele é reconhecido devido à acreditação mundial pela Joint Commission International. O evento vai trazer o presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Edmundo Ferraz, para falar sobre cirurgia segura.

Início
 

Novo modelo de Mercedes   

Representantes da Savarauto estarão dias 22 e 23 deste mês no Mercedes AMG Driving Academy em Monterey, Califórnia, para testar o lançamento mundial da marca, o SLS 63 AMG. É para capacitar seu atendimento aos futuros clientes do modelo, a ser vendido sob encomenda, com entrega no segundo semestre de 2010.

Início
 

Eletroloucura do Carrefor   

Carrefour Canoas inventou novo termo para promoção de eletroeletrônicos. É a eletroloucura, que venderá entre 19 e 22 deste mês com preços até 20% abaixo do mercado e pagamento em até 15 vezes sem juros no seu cartão. Nos quatro dias da campanha, a rede espera um crescimento de até 40% nas vendas dos produtos.

Início
 

Crítica a portais da cidade   

Como querem revitalizar o centro, reduzindo a oferta de transporte coletivo, questiona o leitor Itaboraí Rosa: "Esta conversa de que vai ter ônibus a cada cinco minutos é balela, pois hoje já sofremos com os horários não cumpridos pelas empresas. Imagina uma pessoa carregada de sacolas tendo que fazer a baldeação".

Início
 

Feira vendeu 16% menos    

A 55ª Feira do Livro de Porto Alegre, realizada entre 30 de outubro a 15 de novembro, vendeu 16% menos do que a anterior, segundo a Câmara Rio-Grandense do Livro. Dos 354.892 exemplares vendidos, a área geral contabilizou 252.754 (-15%), as áreas infantil e juvenil 87.672 (-21%) e a área internacional 14.467 (-15%) Segundo João Cervo, vice-presidente da Câmara, as condições climáticas deste ano foram atípicas e principal fator para o baixo retorno dos livreiros: "Há 15 anos não enfrentávamos tanta chuva durante a Feira, principalmente nos finais de semana, mas também em vários finais de tarde, em dias úteis. No sábado, dia 7, por exemplo, quando caiu um dilúvio sobre Porto Alegre o dia inteiro, vendemos 58% menos do que no mesmo sábado de 2008, explicou Cervo. Segundo estimativas da! Brigada Militar e agendamentos de escolas na Área Infantil e Juvenil, o número de visitantes desta Feira do Livro chegou a 1,4 milhão de pessoas.

Início
 

BarraShoppingSul um ano   

BarraShoppingSul completa nesta quarta (18) um ano de funcionamento em Porto Alegre. Cerca de 1,2 milhão de pessoas circularam a cada mês pelas 215 operações distribuídas nos 68.378 m2 de Área Bruta Locável. Para dar o melhor atendimento, são 8 mil postos de trabalho entre empregos diretos e indiretos, segundo o superintendente Marco Aurélio Jardim Neto. Uma das áreas destaque do empreendimento é o Centro de Eventos, concebido a partir de uma infraestrutura privilegiada para realizar exposições, convenções, shows, congressos, formaturas, encontros e seminários institucionais, públicos ou privados. São 3,3 mil metros quadrados de área total com sofisticada tecnologia de som e luz, ar-condicionado setorizado e independente.

Início
 

Manifesto para os políticos   

O Rio Grande do Sul participou do Encontro Nacional da Indústria (Enai) com uma comitiva de 62 industriais, nesta terça-feira (17), em Brasília. Liderado pela Fiergs, o grupo levou as prioridades para integrar o documento final que será encaminhado ao governo federal e ao Congresso. Segundo o presidente Paulo Tigre, é para comprometer os políticos candidatos em 2010 aos governos estaduais, legislativos e à Presidência da República com uma plataforma para o desenvolvimento do setor produtivo privado, contemplando a inovação e competitividade, relações trabalhistas e sindicais, infraestrutura, meio ambiente, comércio exterior e política econômica. o evento reuniu 1.500 empresários e líderes de todo o País e contou com a presença do ministro Guido Mantega. O presidente da CNI, Arma! ndo Monteiro, pediu medidas extraordinárias para proteger a moeda e evitar o agravamento das condições provocadas pela valorização do real diante do dólar.

Início
 

Mais vinhos premiados   

O Brasil conquistou no Vinandino 2009, Argentina, cinco Medalhas, sendo uma de Ouro e quatro de Prata. O concurso avaliou vinhos, espumantes e derivados de 15 países. A medalha de ouro foi para Mundvs Cabernet Sauvignon 2005, da Casa Valduga, e as medalhas de prata para Aurora Espumante Prosecco; Aurora Espumante Brut Chardonnay; Casa Valduga Espumante Moscatel Premium 2009; Garibaldi Espumante Moscatel 2009 e Zanotto Espumante Moscatel, da Vinícola Campestre.

Início
 

Ainda a eleição na OAB   

Professor Luiz Roberto N. Padilla, da Faculdade de Direito da Ufrgs, escreve para fazer um adendo à nota sobre a eleição na OAB gaúcha, a fim de evitar que passe uma impressão falsa de apoio dos advogados à continuidade da atual gestão omitindo alguns dados da maior importãncia: esses 80% são relativo só aos votos válidos. Houve, segundo ele, um índice alarmante de votos nulos, brancos e abstenções, não obstante a multa, relativamente elevada, para quem se abstém de votar, e cujo inadimplemento é fato grave, pois desencadeia uma situação irregular que pode levar á exclusão da ordem. Nos dados oficiais a que tive acesso antes do fechamento, e nos quais faltavam computar votos de 7 urnas em Porto Alegre, esse índice chegava a 48,88%. Quer dizer, o índice de votos para a chapa de situação era de 38% em relação aos eleitores, inferior ao da eleição de 3 anos atrás.

Início
 

Início e término das aulas   

Secretário estadual da Educação, Ervino Deon, assinou na manhã desta terça-feira (17) na Comissão de Educação da Assembléia Legislativa, o protocolo de intenções que define o início das aulas de 2010 entre 22 de fevereiro e 1 de março, com término previsto para 23 de dezembro. Na oportunidade também foi assinado o protocolo de intenções que fixa a idade mínima para o ingresso no Ensino Fundamental de nove anos. As crianças com seis anos completos até 28 de fevereiro têm assegurada a obrigatoriedade de ingresso nas séries iniciais desta modalidade de ensino.

Início
 

Banrisul financia edifício   

Banrisul e R. Correa Engenharia firmaram, nesta terça-feira (17), na sede do Sinduscon, parceria para financiar a produção do Edifício Urbano Ipiranga, e a compra dos imóveis. Para as pessoas físicas, as taxas de juros são a partir de 8% ao ano, dependendo do enquadramento do cliente, com financiamento de até 90% do valor do imóvel, com prazo para pagar de até 30 anos. O diretor de Crédito do Banrisul, Urbano Schmitt, enfatizou a importância do evento pela contribuição do segmento da construção civil no desenvolvimento da economia gaúcha, informando que este ano o Banrisul já aplicou R$ 303,3 milhões em crédito imobiliário financiando 4.047 unidades.

Início
  Índice
Apagões de Porto Alegre
Dólar sobe para R$ 1,717
Receita da Capital cai 1,92%
Metrô fora da Copa 2014
Isenção fiscal para o Inter
Parker não diz a verdade
Saldo comercial do sapato
País, continente e sapatos
O calçado sintético lidera
Menos sapatos por Estados
Menos sapatos importados
A nova piscina do União
Cirurgia segura em debate
Novo modelo de Mercedes
Eletroloucura do Carrefor
Crítica a portais da cidade
Feira vendeu 16% menos
BarraShoppingSul um ano
Manifesto para os políticos
Mais vinhos premiados
Ainda a eleição na OAB
Início e término das aulas
Banrisul financia edifício


 Banrisul
Sindicato Médico do Estado do Rio Grande do Sul
Vinhos do Brasil
AdvancedIT
Uffizi Comunicação - Consultoria em Comunicação
 
 
 
 
 
 
Conteúdo de propriedade do site AffonsoRitter.com.br.
A utilização do material contido neste Newsletter deve ser previamente autorizada.
Desenvolvido por Advanced IT