quarta-feira, 23 de junho de 2010

aula 9 h. + 17h. Academia Rio-Grandense de Letras recital poético melhor do inédito “URNA DO TEMPO”

Nesta semana, nossa aula iniciará às 9 horas:
 
ACADEMIA RIO-GRANDENSE de LETRAS convida RECITAL poético melhores do inédito livro "URNA DO TEMPO"

17h. quinta Prof.  SÉRGIO BORJA com sua indefectível gravata borboleta:
 7/4/2002 Borja e Mario Soares, Ministro de Portugal
 
Professor da Faculdade de Direito da UFRGS
Cercado de Colegas da UFRGS celebrou 20 anos de magistério
 
A convite da ACADEMIA RIO-GRANDENSE DE LETRAS
Declamará as melhores poesias do livro inédito "URNA DO TEMPO"
 
Recital poético
Auditório Memorial do Rio Grande do Sul
ex-Correios, na
Praça da Alfândega
24 de junho, quinta, 17hs.
 
Com seus filhos, na mesma celebração, a bela Maria Sofia só nasceu depois.
 
----- Original Message -----
Sent: Wednesday, June 23, 2010 12:33 PM
Subject: a substância das idéias
 




SÉRGIO JOVEM.jpg

CONVITE

ACADEMIA RIO-GRANDENSE DE LETRAS

 

     Dentro do ciclo de palestras da ARL – 2010 – no Auditório do Memorial do Rio Grande do Sul (Antigo prédio dos Correios), Porto Alegre,  Praça da Alfândega, no dia 24 de junho, quinta-feira, às 17:00hs, convidamos V.Sa. para assistir gratuitamente o recital poético que nos ofertará o Poeta SÉRGIO BORJA, declamando algumas poesias de seu livro inédito "URNA DO TEMPO".

FRANCISCO PEREIRA RODRIGUES

Presidente

MARÍLIA BEATRIZ CIBILS BECKER

Secretária Geral

 

URNA DO TEMPO

Mario Quintana se compara                                                                       

No espelho do tempo

Com seu pai

ESPELHO

Por acaso, surpreendo-me no espelho:
Quem é esse que me olha e é tão mais velho que eu? (...)
Parece meu velho pai - que já morreu! (...)
Nosso olhar duro interroga:
"O que fizeste de mim?" Eu pai? Tu é que me invadiste.
Lentamente, ruga a ruga... Que importa!
Eu sou ainda aquele mesmo menino teimoso de sempre
E os teus planos enfim lá se foram por terra,
Mas sei que vi, um dia - a longa, a inútil guerra!
Vi sorrir nesses cansados olhos um orgulho triste...

Mario Quintana

Sérgio Borja

Contrasta não a imagem

Do que foi ou o que será

Mas a substância das idéias

Do que foi e do que agora é

URNA DO TEMPO é o resgate

Do tempo ido do Sérgio que foi

 

PIRANDELO quando escreveu 6 personagens

Em busca de um autor

Falou do paradoxo entre o homem função e o homem potência de ser

Sérgio Borja lutou para ser

E foi função mas não se esqueceu da potência de ser

Que é resgatada com URNA DO TEMPO

O livro esquecido numa gaveta das dobras do tempo...

SÉRGIO BORJA  RECITARÁ TRAUTEANDO E CANTAROLANDO

A SUA MESMA VOZ

NO MEMORIAL DO RIO GRANDE DO SUL


 
COPA na Africa:
Brasil 3x1 Costa do Marfim com expulsao de 'KáKá incorreta, as imagens do lance mostram que houve "erro induzido de fato" do arbitro francês?

Causou danos, a expulsão do atleta Kaká que, sob certo aspecto, foi mais uma vítima da arbitragem de qualidade discutível. O direito de punir fundamenta-se no propósito de recupesar.

Errar é humano, e perdoar é divino.

.:.

O árbitro não enxergava? Não viu o toque no gol, contudo, não percebia a maldade - cada vez pior - nas faltas?

Jogadores brasileiros ficaram reféns da violência, saco de pancadaria.

Sofreram, alguns, lesões sérias.

Embora Kaká tenha permitido se colocar numa ARMADILHA, porque perdeu o controle, trata-se de comportamento compreensível, de um ser humano naquelas condições - excludente de inexigibilidade de conduta diversa...

O comportamento do atleta da Costa do Marfim - por outro lado, foi doloso, de má-fé, e tremendamente antidesportivo. Simulou algo que não aconteceu. Semelhante a crimes graves como a denunciação caluniosa, e estelionato. Merece severa punição.

A impunidade dos maus gera a audácia dos maus...

 

Copa no Brasil:

A UFRGS lançou nesta segunda (21), e dura até dia 28, uma consulta popular pela internet, em parceria com a Universidade Técnica Federal de Zurique (ETH), da Suíça, oficina Cenários Urbanos – Copa do Mundo de 2014,. Foram escolhidas quatro áreas para debates: arredores do Aeroporto Salgado Filho, da rua Tenente Ary Tarragô, avenida Manoel Elias e campus da Agronomia, por serem vazios urbanos, segundo o coordenador professor Benamy Turkienicz. E o objetivo é aproveitar a infraestrutura que será introduzida na cidade para desenvolver essas áreas.

 

Interessante o resumo (fornecido pela UnimedPOA) da palestra do cientista Ray Kurweil no Fronteiras do Pensamento. uma honra/desafio habitar/viver este tempo exponencial.

 

 

Ray Kurzweil: O mundo caminha a passo exponencial

Por Sonia Montaño

"A web dentro de nós, quando mentes e máquinas se tornam um" foi o tema que, no dia de ontem, 14 de junho de 2010, o cientista e inventor norte-americano Raymond Kurzweil, apresentou à platéia do Fronteiras do Pensamento. Foi a primeira teleconferência holográfica do sul do pais. A aparição ao vivo em tamanho natural e tridimensional impressionou o auditório. O conferencista, desde Los Angeles, acompanhava os movimentos do seu público de Porto Alegre através das câmeras e dos microfones instalados no Salão de Atos da UFRGS, inclusive, no final da conferência, respondeu às perguntas do público.

No início do encontro, Raymond Kurzweil narrou suas primeiras invenções, sendo que sua carreira de inventor iniciou aos cinco anos de idade. Após algumas experiências, o cientista chegou à conclusão de que a chave para ser inventor era o timing. Ele lembrou como três anos atrás as pessoas não usavam redes sociais. Estudando as tendências da tecnologia, o norte-americano descobriu uma forma de fazer previsões certeiras sobre as mudanças do mundo.

A tese defendida pelo conferencista, embora tecnológica, levou-o a tecer uma rede interdisciplinar, com consequências para outros campos como o social: as desigualdades, riqueza e pobreza; a saúde e a longevidade; a comunicação. Kurzweil lembrou que, se bem que algumas questões são imprevisíveis como qual empresa será bem-sucedida ou quem vai ganhar a Copa do Mundo, há certas coisas que conseguimos prever. Trata-se daquelas que se regem pelo crescimento exponencial.

Crescimento exponencial

O timing da tecnologia da informação é o do crescimento exponencial. Nossa intuição é lineal, não é exponencial. Essa é a razão pela qual o futuro é tão surpreendente. O crescimento exponencial é explosivo. Para o palestrante, 30 passos dados em termos lineares permitem chegar até 30. Entretanto, 30 passos de crescimento exponencial permitem chegar até um milhão. Ele lembrou que, quando era aluno do MIT, usava um computador que ocupava um espaço enorme e custava dezenas de milhares de dólares. Atualmente, no celular que carregava na mão há um computador que é mil vezes mais potente, 1 milhão de vezes menor e um milhão de vezes mais barato do que aquele do MIT.

A expectativa de vida humana também se beneficia da tecnologia e seu crescimento exponencial. Ela tinha 37 anos em 1800, 47 anos em 1900, e agora está chegando a oitenta. A saúde e a medicina se tornaram uma tecnologia da informação. O genoma poderia ser pensado como o software da vida humana. Hoje, alguns celulares atualizam seu software automaticamente e todos os dias. Contudo, o genoma passou milhões de anos sem ser atualizado.

O genoma como software do corpo humano

Com a tecnologia dos genes, estamos a ponto de controlar a forma como os genes funcionam. Possuímos agora uma nova e poderosa ferramenta, capaz de desligar certos genes. Ela bloqueia genes específicos, evitando que criem certas proteínas como doenças virais, o câncer, e outras enfermidades. Um gene que será possível desligar é o receptor de insulina de gordura, que dá ordens às células gordas para guardarem todas as calorias. Quando esse gene é bloqueado nos ratos, esses ratos comem muito, mas mantêm-se magros e saudáveis, e, em regra, vivem 20% mais tempo. Novos métodos de acrescentar novos genes – a chamada terapia genética – estão também surgindo, depois que foram ultrapassados problemas anteriores de colocação precisa de nova informação genética. Raymond Kurzweil está fazendo um trabalho junto à empresa United Therapeutics, que, entre outras conquistas, conseguiu diminuir a hipertensão pulmonar em animais usando uma nova forma de terapia dos genes. Essa terapia já foi aprovada para testes em humanos. É possível, então injetar no corpo genes que não existiam antes. À medida que progredimos nessas pesquisas, podemos converter o funcionamento dos órgãos em modelos matemáticos para criar simuladores biológicos. Estas tecnologias estão em seu estágio inicial. Elas vão se tornar duplamente mais potentes a cada ano e pelo mesmo custo. Multiplicarão por mil em dez anos e por um milhão em 20 anos.

A teoria da evolução de Kurzweil

Ray Kurzweil apresentou uma máquina de leitura para cegos que foi o primeiro scaner, do tamanho de uma máquina de lavar roupas. Ele explica que a cada ano foi se tornando menor e faz muito mais coisas com o passar do tempo. Hoje cabe num computador na palma da mão. Beneficiamo-nos da lei dos retornos acelerados. Os avanços tecnológicos estão se tornando cada vez mais rápidos. A imprensa levou quatro séculos para conseguir uma plateia maciça. O telefone só levou 50 anos para atingir um quarto da população. O celular fez isso em sete anos. As redes sociais, menos ainda. O processo evolutivo cria uma capacidade, adota essa capacidade, usada em seu estágio seguinte, e essa capacidade anda mais rapidamente. Essa é a tese de Kurzweil sobre a evolução em geral e sobre a evolução tecnológica em particular.

Ele vê a história em seis épocas. Na primeira, da Física e da Química, um Código Nuclear organiza e mantém a energia/matéria. Na segunda, do DNA, temos um Código Genético, o qual organiza e mantém a vida. Na terceira, era dos homens com seus prodigiosos cérebros, temos um Código Neural que organiza e mantém o cérebro/mente. Na quarta, da Tecnologia, explodem os códigos até convergirem, na quinta, em um Código Holográfico capaz de organizar e manter a consciência.

Estaríamos a caminho da sexta, em busca de um Código Cósmico capaz de organizar e manter o universo. Tudo o que sabemos hoje sobre este código é que sua gramática é sábia e sua poética é bela.

Inteligência artificial

A inteligência artificial, imitando o modelo humano, poderá responder com emoções, comunicar-se mediante a arte ou chegar a novas ideias filosóficas. Uma vez que tenhamos o modelo que funcione, a capacidade de aprendizado das máquinas será imensa. Em cinco décadas, nascerá uma inteligência artificial tão humana que mudará a civilização, pois alterará o conceito que temos de nós mesmos, da nossa relação com as máquinas e do papel delas.

http://www.fronteirasdopensamento.com.br/newsletter/07/