sexta-feira, 9 de julho de 2010

Homenagem a advogados abnegados blog Temática Cível http://tematicacivel.blogspot.com

Prezado Sérgio Souza Araújo:
 
Congratulo pela lúcida homenagem publicada no seu blog e no "Espaço Vital". Um exemplo. Além de aderir, reproduzimos em nosso blog, lembrando que,
para realizar grandes sonhos, é preciso sonhar GRANDE, como o emérito advogado, Vitorino Prata Castelo Branco, autor do Clássico O ADVOGADO E A DEFESA ORAL:  http://www.padilla.adv.br/teses/DefesaOral_VitorinoPrataCasteloBranco.pdf:
 
 
Homenagem a advogados abnegados

(09.07.10)

Por Sérgio Souza,
ex-escrivão judicial do 7º Cartório Cível do Foro Central de Porto Alegre

 
A minha vida judiciária inciou-se aos 15 anos de idade, maIs precisamente em 3 de agosto de 1970, época em que fui contratado pelo escrivão do 7º Cartório Cível de Porto Alegre para trabalhar naquela serventia na condição de escriturário.

Posteriormente, passei a desempenhar a função que mais gostava: a de atendente de balcão, pois sempre tive facilidade de lidar com o público. Naquele período os serviços cartorários se desenvolviam de forma manual haja vista que não existia sistema de informatização o qual somente começou a ser implantado no Judiciário do RS no final do ano de 1979. Utilizava-se o sistema de fichas para anotação dos processos e todos os andamentos processuais eram lançados - forma manuscrita e diariamente - em tais fichas de cartolinas.

A oportunidade que tive de prestar atendimento no balcão cartorário foi de enorme valia, em especial, por ter tido o privilégio de lidar de forma direta com os advogados que buscavam os serviços da serventia. O respeito - atendente/advogado - era mútuo. Assevero, sem medo de cometer qualquer equívoco que nos mais de 30 anos de serviço prestados no Cartório da 7ª Vara Cível, a década de 1970 foi a melhor de todas.
 
A experiência adquirida com o trabalho diário de atendimento no balcão do cartório foi imensurável, como grande foi o ensinamento que me foi distinguido pelos senhores advogados, seja no contato pessoal cotidiano, seja ao empreender interessadas leituras de suas luzidias peças processuais.

Assim, visando expressar minha admiração e respeito por tão abnegados profissionais do Direito resolvi trazer para o meu blog alguns nomes de advogados com os quais tive a oportunidade de interagir nos três decênios - 70, 80 e 90 - dando ênfase preferencial inicial aos advogados que atuavam na década de 1970. Obviamente, que considerando o número grande de advogados que militavam em Porto Alegre naquelas décadas, muitos não poderão ser listados e por isso optei em relacionar, nesta primeira leva, aqueles com os quais tive relacionamento profissional mais assíduo.

Os critérios que utilizei para esta singela homenagem, foram: prenome iniciado pela letra "A"; inscrição na OAB com no máximo quatro dígitos e até o registro nº 5000. Igual método será utilizado, futuramente, para advogados cujos nomes iniciam com as demais letras do alfabeto.

Cumpre esclarecer, que dos advogados adiante elencados, infelizmente, alguns já faleceram; outros se encontram aposentados, mas para nosso gáudio muitos estão em plena atividade.

A todos a minha consideração, admiração e, principalmente. o meu eterno agradecimento. Aos que tiverem alguns minutos disponíveis para visitarem meu blog Temática Cível, indico o link de acesso: http://tematicacivel.blogspot.com/

.............................

sergiosouzaaraujo@gmail.com

(*) Minhas homenagens iniciais a Arlindo João Dreher, 764; Abade Pereira Bulhões, 2835; Abrahão Grimberg Sobrinho, 912; Adalberto Camerino de Aragão, 3664; Adalberto Osmar Horlle, 963, Adalberto Preis, 4636; Adão Alves de Oliveira, 2871; Agenor Antônio Baibonotti, 3753; Aidyr Manfro, 4035; Ajadil de Lemos, 1252; Alberto Bastos do Canto, 1662; Alberto da Camino, 4030; Alberto Janonne, 827; Alceu de Deus Collares, 2617; Alcides de Mendonça Lima, 798; Alcides Pedro Sabbi, 4915; Alcides Smiderle, 3317; Aldo Leão Ferreira, 1844; Aldo Wildt, 1823; Alfredo Outeiro de Mello, 2240; Alfredo Goltz, 3443; Almir Porto da Rocha, 2658; Almiro R. Matos do Couto e Silva, 2117; Antonieta Teresinha Dametto, 2917; Antonio Damico, 2799; Antonio José Didonet, 2469;Antonio Luiz Algayer Mendonça, 3818; Antonio Ribas Pinheiro Machado Neto, 1471; Arão Verba, 1289; Archimedes Antonio da Silva Almeida, 1848; Aristides Dutra Boeira, 2337; Armando José Farah, 2758; Arnaldo Klein, 3044; Arno João Beskow, 765; Arno Uhlein, 2119; Ary Chiapin, 3374; Ary Cunha Guardiola, 4894; Ary Veiga Sanhudo, 1922; Augusto Pereira da Silva, 921; Aulus Stern, 3831; Aureliano Oto de Matos Hagemann, 2788 e Avelino Alexandre Collet, 3682.

Nos próximos dias trarei a nominata dos advogados cujos nomes começam com a letra B - e assim sucessivamente.

 

 

 
 
TGPs - Teoria Geral dos Processos
Os processos de pensamento e de comunicação, dos quais são espécies os jurídicos: administrativos, cíveis, desportivos, eleitorais, legislativos, penais e trabalhistas
em
http://www.padilla.adv.br/UFRGS/TGP
 
 
     Atenciosamente,
     Prof. PADilla* Luiz Roberto N. Pad!lla 
     http://lattes.cnpq.br/3168948157129653
     OAB-RS 016.697
 
*    DIR2 - Departamento de Direito Privado e Processo Civil
     Secular e histórica  Faculdade de Direito da  U F R G S
     Campus Central Porto Alegre Cep 90046-900 (51)3308 3322